segunda-feira, 13 de fevereiro de 2012

SONINHO AO SEU LADO

Esse poema é só para dizer que eu durmo tranquilo ao seu lado
Você se chega e eu flutuo feliz pela infinita textura
De seu colo macio
Nuvens de algodão se formam
Desenhos de jatinhos
Bolas coloridas
Shorts e bonés
Agora,
Eu, menino
Camiseta listrada
Pirulito redondo, com as cores do arco-iris!
Pipas, peoes e carretéis
Giram comigo nessa ciranda encantada
Quando abro os olhos
E te encontro acordada
Franjinhas, e olhos pequeninhos
Desabrocham um sorriso enorme
Cores, perfumes e texturas
Tudo com muito amor,
Muita ternura
Fecho novamente os olhos
Enquanto minhas mãos caminham
Pela doce pele de seu rosto
Sinto-me como se estivesse navegando por sobre mares e rios
Em brancas nuvens de algodão
Logo, reparo que meu dias, ao seu lado,
Também, assim, são
Esfrego os olhos
Custo a acreditar
E chego mesmo a pensar
Que ainda estou sonhando
Um soninho
Ao seu lado


Por: Henrique Biscardi

Um comentário: